Publicidade Nativa x Marketing de Conteúdo: qual a diferença?

Essay Writing – personal-crafting and online essay writing services
5 de setembro de 2016
BUY CUSTOM ESSAYS
14 de setembro de 2016

Atualmente, quando falamos em marketing digital e inbound marketing, as primeiras coisas que nos vêm a cabeça são marketing de conteúdo e publicidade nativa. Porém é muito importante ter em mente que cada tipo de estratégia tem suas características próprias e que publicidade nativa não é igual ao marketing de conteúdo!

Existe um debate muito intenso sobre os benefícios de cada um dos dois tipos de ação dentro do marketing e qual seria o melhor. Resolvemos falar sobre cada um e apontar suas diferenças, para deixar bem claro para você o que é marketing de conteúdo e publicidade nativa, e quando cada estratégia é mais indicada. Vamos lá?

Publicidade nativa

Os anúncios nativos ou anúncios sociais são a estratégia de marketing de publicar artigos, postagens e histórias pagas, devidamente identificadas como publicidade. Esses conteúdos aparecem no meio do conteúdo normal de um site ou rede social, por exemplo.

A publicidade nativa publica o conteúdo no mesmo formato de conteúdos normais, com mesmo layout, como se fosse só mais uma postagem. A diferença está na identificação, por palavra ou símbolo, de que aquele conteúdo foi promovido e é publicidade.

Essa é uma estratégia inteligente, que tende a não interromper o consumidor enquanto ele navega em um site ou rede social, mesmo que a postagem seja paga. Você entra em contato com o usuário que corre de anúncios na internet e cria suas audiências.

A publicidade nativa oferece informações úteis em um formato semelhante aos demais conteúdos. Assim, os usuários se envolvem mais do que com um simples banner, por exemplo.

 

Onde está a publicidade nativa?

Essa estratégia já está presente em diversas plataformas de blogs, sites de conteúdo e de redes sociais como o Instagram, o Twitter, o Facebook e o Tumblr. A forma como a publicidade será feita e seus resultados dependem de cada plataforma, bem como das suas políticas internas.

Nas redes sociais, a publicidade nativa costuma ser uma postagem comum, mas que você paga para patrocinar. Esse conteúdo é visualizado por mais usuários dentro do perfil do público-alvo, mesmo aqueles que não te seguem.

Para que a publicidade nativa traga resultados satisfatórios, o seu conteúdo precisa ser bem direcionado e de qualidade. Se ele não for útil, a pessoa que o visualizar pode se sentir enganada e o resultado pode ser contrário.

Outra coisa que pode acontecer é o consumidor confundir tais conteúdos pagos com editorial normal da plataforma utilizada, o que seria antiético. Visivelmente, essa é uma estratégia bem pensada para um público que aprendeu a evitar publicidade, por isso, deve ser pensada e executada com muita cautela.

 

Marketing de Conteúdo

O conteúdo como centro da estratégia de marketing tem ganhado cada vez mais espaço nos últimos tempos. Para empresas que optam por elaborar um conteúdo original e atualizado, a relação entre custo, benefício e efetividade são vistos a longo prazo.

Essa estratégia de marketing garante mais geração de consciência sobre a marca, além de reconhecimento e compromisso por parte dos consumidores.

A diferença fundamental entre o marketing de conteúdo e a publicidade nativa é que, na primeira opção, o conteúdo tem valor em si mesmo, independentemente do canal ou plataforma em que se encontra.

Na publicidade nativa, além de ir atrás do público e do patrocínio, existe um objetivo maior de venda direta, e não de fidelização e criação de autoridade no assunto.

O marketing de conteúdo é uma técnica que cria e distribui conteúdo relevante e valioso, com a finalidade de atrair um público definido, melhorando o seu comportamento diante da marca ou do assunto.

Os seus resultados são obtidos destacando as técnicas de SEO, por exemplo, que impactam o posicionamento do conteúdo nos mecanismos de busca. Isso não acontece na publicidade nativa.

Tanto a publicidade nativa quanto o marketing de conteúdo têm seus benefícios e atendem às demandas dos consumidores atuais. Cabe a você decidir quais são seus planos e expectativas para escolher a melhor estratégia!

E sobre vídeo marketing, você já se inteirou do assunto? Então descubra 5 coisas que não podem faltar em uma estratégia de vídeo marketing.

 

Baixe o ebook guia completo sobre publicidade nativa

Victor Freitas
Marketing e Growth da YContent.com.br